Quer receber dicas de Desenvolvimento Pessoal por E-mail?

O Que É Moral?

Olá amigo!

Tudo jóia?

Neste artigo quero cobrir o significado da palavra “moral”.

Este é um termo conectado ao artigo anterior em que cobri o tema caráter.

Bem, segundo o dicionário, a definição de moral é “Preceitos e regras que governam as ações dos indivíduos, segundo a justiça e a equidade natural; as leis da honestidade e do pudor; a moralidade.” [1]

Mas o que isso significa exatamente?

Moral nada mais é do que as regras de convivência entre as pessoas. Agir moralmente significa escolher o certo sobre o errado.

É, por exemplo, escolher a honestidade sobre a desonestidade, a justiça sobre a injustiça, o respeito sobre o desrespeito, a fidelidade sobre a infidelidade, o amor sobre o ódio e assim por diante.

A nossa moral muitas vezes confronta o emocional. Você vai comprar sapato e o vendedor dá o troco errado para mais.

Seu lado emocional diz: “Bacana, ganhei um extra sem fazer esforço!”. Seu lado moral diz “Tá errado ficar com esse dinheiro. Vou devolver.”.

Uma pessoa de quem você não gosta foi acusada de roubo. Você sabe que ela não roubou e tem provas disso. Seu lado emocional diz “Quero mais é que ela se ferre. Merece!”.

Seu lado moral diz “Caraca, eu sei que ela não fez isso. Eu devia esclarecer tudo pois isso é o correto a ser feito.”.

Fortalecer o seu lado moral e fazer o certo é a nossa obrigação como cidadão. É o que faz convivermos bem em sociedade e evoluir.

Como se diz, faça aos outros o que você gostaria que fizessem para você.

Agir com moral é ter caráter.

É poder dormir com tranquilo a noite sabendo que está fazendo o certo.

Precisamos cultivar os hábitos morais na nossa própria vida e na sociedade.

“A obra de um homem só é perfeita quando está de acordo com a sabedoria prática e com a virtude moral; esta faz com que seja reto o nosso propósito; aquela, com que escolhamos os devidos meios.” Aristóteles, Ética a Nicômaco.

Sou do tempo em que as escolas tinham uma disciplina chamada “Educação moral e cívica”.

O tema da disciplina era excelente e fundamental na educação. Educação moral e cívica era disciplina obrigatória.

Porém, posteriormente foi extinta do currículo das escolas por ser criticada como sendo uma disciplina institucionalizada pela ditadura militar para educar as pessoas para seguir as regras do governo [2][3].

Particularmente não lembro de ter esse tipo de conotação durante às aulas. Mas talvez eu fosse pequeno demais para ter capacidade de fazer esse discernimento. Então, como dizem, “não ponho minha mão no fogo”.

De qualquer forma, a pena é que o tema da educação moral acabou ficando de lado.

E hoje em dia acaba se vendo muito história de jovens desrespeitando os pais e participando de atos de vandalismo achando tudo muito divertido. Falta de educação moral.

Em 2013 foi apresentado um projeto de lei propondo a reinserção dessa disciplina no currículo escolar [4]. Desconheço os detalhes e intenção original do projeto.

Mas dado que a disciplina passe pela devida reformulação para excluir qualquer vínculo com a ditadura e seja uma disciplina com o real interesse de oferecer uma educação moral para as crianças e jovens seria uma iniciativa louvável.

Infelizmente no momento de escrita deste artigo, o último status do projeto é de 20/07/2016 e desde lá o projeto de lei encontra-se arquivado [5].

Além da escola, o local central da educação moral é dentro de casa. São os pais que devem mostrar para os filhos o certo e o errado e darem uma base moral para a criança levar para o resto da vida.

Daí entra a importância da consciência dos pais nesse sentido. Infelizmente têm muito pai que ensina mesquinhez dizendo para o filho a usar a bicicleta do amiguinho para poupar a sua.

A questão do que é moral e o que é imoral também varia de cultura para cultura e de época para época.

Por exemplo, veja a questão dos “três beijinhos” na hora de comprimentar alguém. Aqui no sul é bastante comum. Creio que no resto do Brasil também. Você vai para outras culturas isso não é aceitável.

Já morei nos EUA e lá isso não acontece.

Lembro de uma vez que um brasileiro foi comprimentar uma americana com os famosos “três beijinhos”. Nada mais natural pelo que estávamos acostumados no Brasil.

A moça tomou um susto e deu uns passinhos pra trás até ele se dar conta da situação. Embarassing! Não fui eu 🙂 Se fosse confessaria hehe. Na Rússia, por outro lado, esse comportamento de cumprimentar com beijinhos acontece mesmo entre homens.

Coisas que antigamente eram consideradas imorais hoje já são bem melhores aceitas.

Um exemplo disso são as relações homoafetivas. Cada vez mais a sociedade percebe que os relacionamentos gays não são um problema aceitando-os moralmente.

Uma confirmação disso é a própria legislação permitindo casamento entre pessoas do mesmo sexo e inclusive adoção de filhos. Coisa que antigamente era considerada uma grande imoralidade.

A moral também pode ter uma definição diferente em grupos menores. Tão pequenos quanto apenas duas pessoas. Por exemplo, a grande parte dos casais adotam a fidelidade como o comportamento moral desejado.

Porém, alguns casais mais liberais adotam relacionamentos abertos em que ambos estão de acordo com o seu parceiro tendo relacionamentos com outras pessoas ao mesmo tempo que estão juntos.

É uma relação honesta entre ambos e até mesmo respeitosa já que ambos estão respeitando a vontade um do outro.

Portanto, seguem um comportamento moral adequado dentro das regras morais do grupo afetado pelo comportamento. No caso, apenas eles dois.

Ou seja, a moral não é uma lista de regras fixas mas sim algo em constante evolução como demais aspectos da vida.

Mas certas coisas como justiça, honestidade e respeito sempre fizeram e sempre farão parte da moral dos povos e deverão sempre continuar a fazer.

Viver agindo dentro dessa base moral é importante para criação de relações saudáveis e para o nosso desenvolvimento como sociedade.

Grande abraço!
Juan

Referências:
[1]https://www.dicio.com.br/moral/
[2]http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2015/05/educacao-moral-e-civica-foi-um-projeto-da-ditadura-para-construir-valores-sociais-1640.html
[3]https://pt.wikipedia.org/wiki/Pequena_Enciclop%C3%A9dia_de_Moral_e_Civismo
[4]http://www.jornaldanoticia.com.br/noticia_select.php?id=4303#.WWQNIYTyvIV
[5]http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=585104